Disney decide criar serviço de streaming próprio e pede remoção de seus filmes da Netflix

Após uma longa negociação, a Disney decidiu romper seu contrato com a Netflix, solicitando a remoção de todo o seu conteúdo do catalogo, isso porque a empresa planeja lançar um serviço de streaming concorrente até 2019, inicialmente nos EUA, que posteriormente se expandirá ao redor do mundo.

A plataforma deve contar com clássicos e novos filmes como Frozen 2, Toy Story 4, além de investir em filmes e séries originais.

“Achamos que ter o controle de uma plataforma nos dará o controle sobre nosso próprio destino.” disse Bob IgerCEO da Walt Disney Company, em entrevista ao CNBC.

O conteúdo Disney, bem como títulos da Pixar, LucasFilm e Marvel, devem ser removidos até o final de 2018, nos EUA.

Comentários